11/05/16

Fluxos comunicativos: de onde vem a informação?


Nós já vimos, entre outras coisas, como uma empresa funciona, as formas de classificar suas redes de comunicação, os meios que são utilizados e até as barreiras que podem comprometer sua eficácia. Bastante conteúdo, hein?!

Mas, você sabe, por exemplo, como são classificados os fluxos comunicativos dentro de uma organização? Bem, basicamente, eles são cinco: descendente/vertical, ascendente, horizontal/lateral, transversal/longitudinal e circular.

Parece que estamos falando em matemática, não é mesmo? Só que é bem mais simples do que aparenta. Vamos conhecê-los!

COMUNICAÇÃO DESCENDENTE OU VERTICAL: é o processo de informações da cúpula diretiva da organização para os subalternos, isto é, a comunicação de cima para baixo. Caracteriza-se, sobretudo, como comunicação administrativa oficial.

COMUNICAÇÃO ASCENDENTE: aqui são as pessoas situadas na posição inferior da estrutura organizacional que enviam à cúpula suas informações. A intensidade irá depender fundamentalmente da filosofia e da política de cada organização.

FLUXO HORIZONTAL OU LATERAL: é a comunicação entre os pares e as pessoas situadas em posições hierárquicas semelhantes.

FLUXO TRANSVERSAL OU LONGITUDINAL: se dá em todas as direções, fazendo-se presente nos fluxos descendente, ascendente e horizontal. Somente organizações orgânicas e flexíveis criam condições para que as pessoas passem a intervir em diferentes áreas e com elas interagir.

FLUXO CIRCULAR: os estudiosos Flores Gortari e Orozco Gutiérrez o definem assim: “abarca todos os níveis sem se ajustar às direções tradicionais e seu conteúdo pode ser tanto mais amplo quanto maior for o grau de aproximação das relações interpessoais entre os indivíduos”.


E você, consegue identificar quais fluxos estão presentes na empresa onde trabalha?

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: