06/04/16

Brasileiros pensam em trocar TV paga por Netflix em breve



Os brasileiros não estão satisfeitos com o preço da TV por assinatura praticado pelas operadoras.

Entre os 26%* que pretendem cancelar o serviço nos próximos seis meses, 45% pensam em substituí-lo pela Netflix, que é a plataforma de vídeo sob demanda mais popular no Brasil.

Pesquisa da MeSeems realizada junto a EXAME.com com 1.000
pessoas das classes A, B e C, de todas as regiões do país.

Mais da metade (55%) dos assinantes de TV paga consideram a mensalidade muito cara pelo conteúdo oferecido. O valor gasto no serviço é entre 51 e 150 reais por mês.

Entre os assinantes, 11% disseram estar satisfeitos com a relação custo-benefício desse serviço, enquanto 20% informaram que o valor é alto, mas cabe no bolso.

Boa parte das pessoas (48%) que assinam um serviço de TV também utilizam uma plataforma de streaming, como Netflix (94%), Telecine Play (19%), Net Now (16%), Globosat Play (12%) ou HBO Go (11%).

Agora, entre os não assinantes de TV paga, o número de adesão aos vídeos sob demanda constatado foi um pouco menor: 44%.

Dos 55% que acham cara a mensalidade da TV por assinatura, 26% pretendem cancelá-la nos próximos seis meses e 33% estão na dúvida se irão ou não cortar o serviço em breve. A principal razão para o cancelamento é o alto custo.

Em relação à Netflix, somente 3% dos respondentes da pesquisa informaram intenção de cancelar a assinatura, enquanto 84% disseram que continuarão a pagar pelo uso da plataforma. 

Em janeiro, o colunista Ricardo Feltrin, do UOL, publicou um artigo informando que as operadoras brasileiras planejam um ataque à Netflix. A ideia seria trabalhar com representantes em contato com o governo para trazer mudanças prejudiciais ao serviço americano de streaming. Isso teria acontecido em razão da queda de um milhão de assinantes de TV paga desde 2014. Por enquanto, nada foi definido.


O que o telespectador quer ver 

Na TV por assinatura, a pesquisa do MeSeems indicou que os conteúdos favoritos do público são séries e filmes estrangeiros, seguidos por noticiários e desenhos animados, em um segundo patamar.

Já na Netflix, os conteúdos favoritos também são filmes e séries estrangeiros, mas as produções próprias da empresa também são bastante citadas, como Jessica Jones ou House of Cards.



Fonte: Exame.com
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: