31/03/16

Um profissional de marketing a cada dia melhor: Como se superar?



É difícil nos considerar preparados para enfrentar e vencer desafios – sempre parece que falta alguma coisa. Será que estou pronto? Será que minhas habilidades são suficientes? Será que darei conta do recado?

São tantos “serás” que acabamos míopes e desperdiçando oportunidades. As perguntas poderiam ser mais próximas de “O que posso fazer para vencer esse desafio?”. Quando somos positivos, acreditamos no nosso valor e focamos na melhoria, o potencial empreendedor se multiplica.

Não é fácil, mas os benefícios são muitos: confiança, energia positiva e autoestima profissional. Pensando nisso, não há alternativa senão cultivar o hábito de investir em si mesmo, independentemente das adversidades e da crise. Profissionais de marketing, assim como de outros setores, só têm a ganhar com essa atitude.

A metodologia 70:20:10 fala da combinação da aprendizagem formal e informal para o crescimento. Assim, 70% do que aprendemos viria de desafios profissionais que cumprimos na rotina de trabalho, com a repetição, os imprevistos e a experimentação. De resto, 20% seria fruto da observação e da troca com outros e apenas 10% de cursos estruturados.



E aí, vamos investir nos 70%? Abaixo estão algumas dicas para aprimoramento contínuo para nos tornarmos profissionais melhores:

  • Autoconhecimento: faça constantemente uma análise, entendendo seus próprios gargalos e refletindo sobre como amplificar suas forças e amenizar suas fraquezas. Pense: O que você quer ser? Que tipo de função você quer ter? As respostas desses questionamentos te farão melhorar em suas funções, quaisquer que sejam elas.

  • Paz de espírito: reserve um tempinho para o ócio e para pensar sobre a energia que está cerceando suas atividades, pensando em como contornar “vibes” negativas. Mesmo em cenários ruins, é sempre possível identificar oportunidades.

  • Aprendizado e “desaprendizado”: busque seu conteúdo e sua inspiração. Vale ler, estudar, ver filmes, ir a eventos, conversar. . Quanto mais se aprende, menos se sabe e isso nunca acaba. E lembre-se: verdades absolutas impedem que você abra a cabeça para possibilidades. Saiba ouvir e recalcular rotas para entregar projetos sob medida. 

  • Saúde: dificilmente qualquer dos esforços citados será 100%  suficiente (sempre há mais a ser feito),  mas a efetividade cai ainda mais se o sono não estiver em dia, a alimentação não estiver balanceada e o corpo não estiver em movimento.  Se cuide!

  • Projetos pessoais: ter projetos próprios e independentes do ambiente profissional, como voluntariado, blog ou freelas, ajuda a desenvolver competências extras e a abrir a cabeça. Será que essa bagagem não pode influenciar suas atividades e melhorar os relacionamentos no trabalho?

  • Feedback: dar e receber feedbacks construtivos, lembrando de elogiar e de apontar pontos de melhoria quando quando for cabível, nos ajuda a crescer. Colocar-se no lugar do outro e pensar no que pode ser melhorado também é uma forma de amadurecer. Lembrando que dar feedback não te faz o dono da verdade.

  • Networking: estar em contato com o mundo e com o mercado tem inúmeras vantagens, entre elas a troca de conhecimentos, experiências e a abertura para novas oportunidades. Isso vai ajudar inclusive naqueles 20% de aprendizado, que vêm da troca e observação.

Reservar ao menos 30 minutos por dia para pensar em você e no seu desenvolvimento informal é essencial para que haja evolução e crescimento.

Faça a sua parte. Foque e no que você pode mudar e direcione seus esforços para o que pode performar melhor – você.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: