07/04/15

Cliente compra calçado da Arezzo com marca Via Uno escondida



Palmilha de sapato se descolou e revelou marca concorrente. Cliente descobriu e publicou um desabafo indignado no Facebook.

O que chama atenção na história: Cynthia Cabral conta que dia 20 de março ganhou de presente de sua mãe uma sandália da Arezzo, adquirida no Shopping Recife, mas com apenas dois dias de uso, a palmilha do calçado começou soltar e quando levantou a palmilha para tentar colar, viu a marca da Via Uno na estrutura da sandália.

Com a sensação de ter comprado gato por lebre, Cynthia afirma ter ido até a loja pedir explicação sobre o caso e, no mínimo, reembolso, mas nem a gerente soube explicar o acontecido, já que além de tudo a Via Uno não é uma marca do Grupo Arezzo – do qual fazem parte também a Schutz, Alexandre Birman e AnaCapri. A gerente da loja e a consumidora ainda não chegaram a um acordo e o caso esquentou nas redes sociais.

"Fiquei extremamente indignada e me senti mais do que lesada por se tratar de marcas com valores bem diferentes", acrescentou.

É notório o fato de que a Via Uno é uma marca mais popular que a Arezzo e que ambas operam em faixas de preço bem distintas. 

O caso repercutiu no Facebook. A cliente postou sua indignação sobre o caso no último dia 1°, com direito a três fotos. Por volta das 19h desta segunda (06), o post da consumidora da Arezzo, no Facebook, já tinha mais de 97 mil compartilhamentos e mais de 69 mil curtidas.



"Não gosto de fazer tumulto desnecessário, mas como cidadã me sinto no direito de explanar para que as consumidoras desta marca fiquem bem cientes do tipo de produto que está sendo adquirido. E, principalmente, os vários tipos de empresários que temos no mercado. Por favor, compartilhem, para que chegue ao maior número possível de consumidores!", disse.

Nos comentários deixado no post, uma internauta, que afirma já ter trabalhado com sapatos alega que a prática não é novidade. "Infelizmente, é assim que funciona. É o mesmo fabricante. Trabalhei com sapatos, e sei como é. Um fabricante fabrica para várias "marcas", o mesmo modelo, mesmo material, só muda a etiqueta. E a gente acaba pagando pela fama da marca" alegou um comentário.

Em sua página no Facebook, a Arezzo respondeu a indagações de outros clientes e informou que já entrou em contato com a consumidora. 

"O produto é Arezzo, o que ocorreu foi que durante a produção desse modelo, um componente - o que é, originalmente, um recorte de couro liso, usado como camada extra de proteção entre a pregação do salto e a palmilha - continha a carimbação de outra marca, o que acabou gerando a relação equivocada. A Arezzo reafirma seu compromisso com a qualidade de seus produtos, bem como o respeito às demais empresas e marcas do setor calçadista, e está trabalhando para solucionar a questão", escreveu a marca.

A Arezzo não deu explicações sobre a razão de ter sido usado um recorte de couro com carimbação de outra marca.

A empresa divulgou apenas o seguinte comunicado: "A Arezzo informa que identificou, e já trabalha para corrigir, o equívoco na produção de um de seus modelos. A companhia lamenta o ocorrido, está revendo processos internos para eliminar eventuais novas falhas e reafirma o compromisso com a autenticidade de seus produtos".

Será que vale a pena mesmo enganar seu cliente? Se eu fosse a Arezzo, explicaria como funciona a fabricação do seu produto. Claro, marca tem o seu valor e basta apresentar isso ao cliente. #ficaadica. E vocês, o que acham?


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: