15/01/15

As 10 melhores ações de SAC 2.0 de 2014 que você não pode deixar de ver



Você verá agora, uma lista das 10 melhores e mais comentadas ações de SAC 2.0 de 2014 no Brasil,  que foram pré-selecionadas pelo Digaí e avaliadas pelos colunistas do blog e por profissionais que atuam direta ou indiretamente com marketing digital.

 
1º LUGAR: QUEM É O MELHOR SOCIAL MEDIA?

O diálogo entre Netflix, Itaú, Ponto Frio, Mc Donald’s e Coca-Cola  promovido por um internauta que questionou qual das empresas tem o melhor social media, foi considerada a melhor ação de SAC 2.0 de 2014.

Um belo exemplo para todos os profissionais, uma vez que as marcas poderiam seguir pelo caminho da disputa umas com as outras, mas fizeram justamente o contrário, quando trataram-se como marcas parceiras.




2º LUGAR: OPPA

Um consumer 2.0 tem problemas com uma compra online, relata o ocorrido à empresa, espera 30 dias e o problema não é resolvido, então faz um desabafo contra a empresa e posta nas redes sociais.

Até aí tudo bem, “procedimento padrão” não só pra os consumidores 2.0, mas pra os consumidores em geral, é só dar uma lida nos ” 5 comportamentos de um consumidor insatisfeito” – proposto por Hawkins e Mothersbaugh – e saberá do que falo.
 
Porém, o que não foi nada “padrão”, foi a repercussão do desabafo de uma cliente que comprou objetos decorativos na loja online da Oppa e não recebeu os produtos. A internauta fez uma apresentação de slides reclamando e postou no SlideShare.

A repercussão do caso levou o CEO da Oppa a fazer uma visitinha à casa da cliente para pedir desculpas pelo ocorrido e – é claro – entregar a encomenda. Tudo pra reconquistar a cliente insatisfeita!




3º LUGAR: “XUÉPS”

Um internauta “não sabia” pronunciar Schweppes, então questionou se poderia chamar a marca de “Wanderson”

A resposta da marca, bem-humorada, conquistou com mérito o terceiro lugar entre as melhores ações de SAC 2.0 de 2014.




4º LUGAR: IDEIA DE GÊNIO!

Um grupo de estudantes resolveu fazer o TCC sobre a Habib’s e deixou um comentário na Fanpage pedindo uma “ideia de gênio” para terminar o trabalho.

A empresa ficou muito feliz em ser tema do trabalho de conclusão de curso e mandou a forcinha que eles precisavam pra acabar com essa sofrência que é o TCC.




5º LUGAR: TINHA QUE SER O CHAVES MESMO!

Isso, isso, isso! 

Um internauta assumiu o papel do memorável personagem Chaves durante um chat com atendentes da Netshoes e a profissional soube com destreza, continuar o atendimento com seriedade e ao mesmo tempo, entrar na brincadeira.




6º LUGAR: INTERNET LENTA

Um internauta estava #chateado com a baixa qualidade da banda larga da Oi. Não dava nem pra ouvir as músicas de Lady Gaga :O

Mas a marca interagiu com o cliente e não sei se o problema foi solucionado, mas o “Litter Monster” saiu bastante satisfeito com a atenção da marca.




7º LUGAR: RICARDO ELETRO

Essa ação gerou bastante discussão entre profissionais da área.

Uns acharam genial (e garantiram 8ª colocação dentre as melhores ações de SAC 2.0 de 2014), outros criticaram a postura da marca, por considerar excessiva.

Bom, tirem vocês mesmos as conclusões.




8º LUGAR: PRODUTOS PARA CABELO

Uma consumidora comentou que deveria ser paga pra utilizar produtos capilares, por trocar muito de marca.

Então, Garnier, Dove, Seda e TRESemmé travaram uma pequena disputa pra reter a cliente.

No fim, a internauta ficou DES-MAI-A-DA com o kit que a Garnier enviou pra ela.





9º LUGAR: BANCO DO BRASIL

Um fã de Harry Potter decidiu fazer uma charada ao Banco do Brasil, prometendo se tornar cliente do banco caso a empresa acertasse a resposta. 

O social media acertou e o resultado você confere abaixo.




10º LUGAR: CENTAURO E NETSHOES

Esse case nos já mencionamos aqui no blog. 

Um espertinho encontrou um tênis com o mesmo preço na Centauro e na Netshoes e lançou um desafio para as marcas: quem oferecesse o melhor desconto, levaria o cliente.

O resultado foi sensacional para nós que somos fascinados pelo universo do marketing digital e espetacular pra o internauta, que levou um desconto de 25% na compra do produto.





A humanização do diálogo com os clientes no ambiente digital, nem sempre vai resultar na solução dos problemas do cliente, mas é importante que o mesmo saia satisfeito com o atendimento.

Para isso é importante que as marcas deixem as respostas padrão um pouco de lado, focando na humanização do atendimento, mostrando afinidade entre a marca e o cliente, além de interesse em solucionar o problema, mesmo que isso não ocorra ao fim do atendimento.


Fonte: Digaí
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: