30/01/14

Mau atendimento prejudica relacionamento com o cliente


A Avaya encomendou uma pesquisa sobre o Impacto do Esforço do Cliente, que destaca como a quantidade de trabalho empregada por uma pessoa para obter um serviço ou informação de uma empresa pode afetar na sua fidelização.

Realizado pela Harris Interactive, o estudo ouviu mais de 2 mil pessoas e os resultados apontam para o alto valor de uma experiência caracterizada por uma abordagem humanizada.

Entre as principais descobertas, destaque para 82% dos entrevistados que afirmaram que uma experiência positiva é importante – ou muito importante – na fidelização com uma empresa.

“Diversos estudos mostram a vantagem de um bom serviço ao cliente, o que é reforçado pelas descobertas do estudo de Impacto do Esforço do Cliente. A experiência com o atendimento exerce um papel crucial ao moldar as decisões de compra dos clientes, a lealdade a longo prazo e a recomendação – ou não – de empresas, produtos e serviços. Embora calcular a importância exata do valor do tempo de relação com o cliente dependa de cada empresa, uma boa experiência contribuirá para a receita a longo prazo e para o crescimento de mercado, que constantemente está entre as maiores prioridades das companhias”, explica Nelson Campelo, presidente da Avaya Brasil .

De acordo com a pesquisa, 66% dos clientes que encontram dificuldades no contato com um Contact Center, provavelmente cortariam relações com a empresa. Já 37% dos entrevistados afirmam que teriam essa atitude com certeza.


Além disso, quando o cliente tem experiências ruins, a marca acaba aumentando seus custos e trabalho adicionais – tais como escalonamento de canal para resolução e múltiplo envolvimento dos funcionários – para resolver a questão.

Porém, mais de 75% dos que responderam a pesquisa afirmam que provavelmente manteriam contato com uma empresa que oferecesse uma experiência excepcional

Já 50% dos entrevistados afirmam que pagariam mais para empresas que fornecem serviços ao cliente de forma consistente e 21% responderam que pagariam 10% a mais por um bom serviço.


Experiência de Alto Esforço X Experiência de Baixo Esforço

Os clientes apreciam as interações rápidas e eficazes

O estudo identificou fatores que contribuem para a percepção de uma experiência positiva de baixo esforço, assim como aqueles que causam aborrecimentos e desagradam o cliente. São eles:


• 87% responderam que o conhecimento do agente sobre o produto ou serviço é importante;

• 83% classificam os agentes amigáveis e envolventes como importantes para interações e experiências contínuas com as empresas. 33% afirmam que isto é muito importante.

• 64% consideram de alto esforço a necessidade de entrar em contato repetidamente com uma empresa para resolver um problema;

• 60% afirmam que interagir com um representante da empresa que não tem conhecimento do produto/ serviço contribui para um alto esforço;

56% citaram a falta de retorno dos representantes para concluir uma transação.


“As necessidades do consumidor e os objetivos das empresas parecem estar frequentemente em desacordo quando se trata de experiência do cliente. Os consumidores buscam excelência nos serviços e as companhias esperam ganhos de receitas e mercado, enquanto controlam os custos e aumentam sua eficiência.

Para administrar a questão, as empresas precisam definir essa eficiência tendo como prioridade a experiência do cliente, investindo em projetos que diminuam o esforço necessário e otimizem as interações, melhorando assim o relacionamento entre o consumidores e marcas.

A boa notícia é que existem tecnologias que permitem que esses fatores sejam controlados, proporcionando sempre um contato humanizado, inteligente e atraente”, finaliza Campleo.


E o atendimento da sua empresa, como está? Se precisar de uma mãozinha, veja neste artigo aqui no blog sobre 4 passos para oferecer um atendimento além das expectativas!

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: