• Pokémon Go: Como as marcas estão aproveitando esse frenesi (bônus 7 dicas)
  • Rio 2016: Você sabe como funciona a publicidade na Vila Olímpica?
  • Logos famosos recriados com Lettering como você nunca viu
  • Google lança extensão que ensina programação a qualquer pessoa
  • 35 artistas de rua brasileiros que você precisa conhecer

21/11/16

O Linkedin pode ser seu melhor cartão de visitas


O Linkedin é uma rede social que surgiu a mais de 10 anos e de lá pra cá já possibilitou a conexão entre muitas pessoas. 

Diferentemente das redes como o Facebook, Instagram, Twitter, ou qualquer uma das outras dezenas que encontramos na internet, o Linkedin possui um perfil mais sério e profissional.

No inicio de 2015, a rede de relacionamentos já possuía mais de 347 milhões de usuários, isso em mais de 200 países e territórios. 

É possível encontrar o site disponível em mais de 10 idiomas, e segundo a Quantcast o Linkedin possui mensalmente 21,4 milhões de visitantes únicos, 6 milhões pelo mundo.

Apenas com esses dados já podemos entender o porquê essa rede pode ser o nosso melhor cartão de visita!

Leia também: Como ir além do currículo tradicional para achar boas vagas e ser notado.

Muitas pessoas quando estão à procura de um novo emprego, recorrem a sites de busca, como a Catho, por exemplo. Não há dúvidas que grandes empresas utilizam esses sites para encontrar seus novos funcionários e possuindo um perfil em algum desses sites as chances de ser recrutado aumentam.

Mas o maior problema da utilização desses sites é o valor que é cobrado para visualizar as vagas. Já no Linkedin, podemos manter a nossa conta gratuitaO único investimento preciso é esforço!

Uma vez que os usuários foram registrados, é possível manter uma lista detalhada de contatos de pessoas que eles conhecem e confiam. Essas pessoas são denominadas “conexões”. 

Mesmo que um usuário não esteja ainda utilizando o site, é possível enviar-lhe um convite para que eles conheçam e façam parte da rede.

O primeiro passo é adicionar as nossas ligações diretas, pessoas com as quais estudamos, trabalhamos e os membros da família. Em seguida, as conexões de segundo, terceiro grau e assim por diante, e quando percebermos já estaremos conectados a profissionais com interesses mútuos.

Os conteúdos compartilhados pela rede de contato podem ser de grande valia, sejam artigos, trabalhos, contatos de pessoas, oportunidades de emprego ou em diversas áreas.

Aqueles que buscam contratar alguém podem disponibilizar isso em seu perfil (seja pessoal ou empresarial) e isso pode ser visto e encontrado pelos outros usuários da rede. Assim os candidatos podem encontrar e ver quais os modos para chegar até esse contato.

Os contatos da lista de conexões de um usuário podem indicar uns aos outros, fazer recomendações, avaliar e certificar as qualificações de seus amigos. Tudo isso ajuda a reforçar a confiança nas informações expostas.

O Linkedin é então, uma rede onde precisamos apenas nos esforçar para encontrar as conexões corretas. 

Pode demandar tempo e paciência, mas vale a pena, pois o investimento é zero e podemos encontrar grandes nomes do mundo empresarial na rede.

Compartilhar conteúdos de autoria própria, ou até de outros autores (com permissão), pode ser a chave para ser bem visto

Mostrar que estamos sempre por dentro do mercado e das atualidades do mundo e que estamos prontos para discutir sobre os mais diversos assuntos é algo que chama a atenção dos recrutadores.

Existe também a opção de participar de grupos dentro da própria rede, onde podemos conversar e trocar informações diretamente com pessoas com os mesmos interesses que os nossos. Além de mostrar o nosso potencial, podemos aprender com os conhecimentos compartilhados nos grupos.

E você? Já tem seu perfil na rede? Ele está passando a mensagem que você quer?

Corre lá e vê o que pode melhorar e o quanto o Linkedin pode ser útil para todos nós!

Top of Mind: as marcas mais lembradas do Brasil em 2016


Desde 1991, o Instituto Datafolha identifica a marca mais lembrada pelos brasileiros em cada ano.

O método adotado é o mesmo desde a primeira pesquisa, atualizando-se apenas a forma de coleta e de processamento de dados.

Porém, a edição deste ano foi a maior já realizada desde a criação do prêmio. 

Se na primeira foram 12 categorias pesquisadas, nesta vigésima sexta foram 59, sendo 15 novidades em relação ao ano passado.

Para tanto, a pesquisa foi realizada com 7.247 pessoas em 217 municípios, entre os dias 1º e 10 de agosto de 2016.

O evento de premiação ocorreu no Tom Brasil, zona sul de São Paulo. 

Foi apresentado por Dan Stulbach e Alessandra Maestrini, e reuniu cerca de 1500 pessoas, entre CEOs, diretores de marketing e representantes das maiores agências do País.

Para quem não foi convidado, os resultados ficaram conhecidos na revista que acompanha a edição da Folha que circula em todo o País, no dia seguinte, ou mais precisamente em 26 de outubro.

Cerca de 70 marcas foram contempladas.

O pódio da categoria Top do Top, que representa as mais citadas na questão “Qual a primeira marca que lhe vem à cabeça?”, traz as mesmas cinco marcas desde 2013. Coca-Cola, Omo, Nike, Samsung e Nestlé variaram com índices entre 3% e 6%.

Além disso, a Samsung foi líder pela quarta vez seguida no segmento de tecnologia e venceu também o Top Performance, que premia a marca que mais cresceu em relação à pesquisa anterior. 

Confira os ganhadores do Top Of Mind 2016:

TOP DO TOP: Coca-Cola, Omo, Nike, Samsung e Nestlé
TOP PERFORMANCE: Samsung
TOP TECNOLOGIA: Samsung
MARCA QUE MAIS REPRESENTA O BRASIL: Petrobras
TOP MEIO AMBIENTE: Ypê e Natura
TOP MASCULINO: Pirelli
TOP FEMININO: Risqué
TOP BEBIDA: Skol
DESTAQUES REGIONAIS: Piracanjuba (Centro-Oeste), Tirol (Sul), Casas Bahia (Sudeste), Primor (Nordeste) e DoBon (Norte)
TOP BANCO: Banco do Brasil
TOP CARTÃO DE CRÉDITO: Visa
TOP PLANO DE SAÚDE: Unimed
TOP POUPANÇA: Caixa Econômica Federal
TOP SEGURO: Porto Seguro e Bradesco Seguros
TOP ALIMENTAÇÃO: Sadia
TOP ADOÇANTE: Zero-Cal
TOP CEREAL MATINAL: Nescau, Kellogg’s, Nestlé e Sucrilhos
TOP IOGURTE GREGO: Vigor e Danone
TOP LEITE: Ninho e Itambé
TOP MARGARINA: Qualy
TOP PANETONE: Bauducco
TOP MOLHO DE TOMATE: Elefante
TOP SORVETE: Kibon
TOP REQUEIJÃO: Vigor e Nestlé
TOP TEMPERO PRONTO: Arisco
TOP PRATOS CONGELADOS: Sadia
TOP HIGIENE: Colgate
TOP MAQUIAGEM: Avon
TOP CAMISINHA: Jontex
TOP ABSORVENTE FEMININO: Sempre Livre
TOP ESMALTE DE UNHA: Risqué
TOP FRALDA DESCARTÁVEL: Pampers
TOP ANTISSÉPTICO BUCAL: Colgate
TOP PASTA DE DENTE: Colgate
TOP OPERADORA DE BANDA LARGA: Oi e Vivo
TOP OPERADORA DE TELEFONE CELULAR: Vivo
TOP OPERADORA DE TV POR ASSINATURA: Sky
TOP SMARTPHONE & TABLET: Samsung
TOP CARRO: Fiat
TOP CAMINHÃO: Mercedes-Benz
TOP COMBUSTÍVEL: Petrobras
TOP MOTO: Honda
TOP PNEU: Pirelli
TOP SERVIÇO DE ENTREGA E ENCOMENDAS: Correios
TOP APARELHO DE TV: Samsung
TOP FERRO DE PASSAR: Black&Decker e Arno
TOP GELADEIRA: Consul
TOP MÁQUINA DE LAVAR: Brastemp
TOP VIDEOGAME: Playstation
TOP SABÃO EM PÓ: Omo
TOP DETERGENTE: Ypê
TOP ESPONJA DE AÇO: Bombril
TOP LOJA DE MÓVEIS E ELETRODOMÉSTICO: Casas Bahia
TOP LOUÇAS E METAIS SANITÁRIOS: Deca
TOP REPELENTE: Off e Repelex
TOP SUPERMERCADO: Extra
TOP TINTA DE PAREDE: Suvinil
TOP COMPANHIA AÉREA: TAM
TOP AGÊNCIA DE VIAGEM: CVC

Entenda a metodologia: a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. 

Quando a diferença entre duas marcas é de 4 pontos percentuais, considera-se vencedora a que está numericamente à frente, segundo o Datafolha. 

Em caso de empate, é usado o awareness. Se, mesmo assim, o empate continuar, as concorrentes são consideradas vencedoras.

Essa lista é uma ótima inspiração para avaliar como está o posicionamento de cada marca.

Leia também: [Teste] Você conhece a marca apenas pelo seu slogan?

E aí, alguma coisa nessa lista te surpreendeu? Conte pra gente nos comentários :)

Há uma grande empresa embaixo do seu colchão


O título é um mote publicitário da Trorion em 1970, uma agência Multi Propaganda.

Nossa era é realmente um tempo incrível. É como escrevi aqui no MKT News em um texto anterior: “Não há problemas quando você tem uma cabeça que pensa marketing. Há oportunidades!”. 

E essa nossa época, esse nosso tempo, cercado de problemáticas, nos geram oportunidades incríveis! Claro, se você sai da zona de conforto.

É como eu digo para alguns amigos “voltamos a era da invenção”. 

Se antes a galera estava inventando o carro, hoje estamos inventando como dirigir menos, usando robôs

Se antes estávamos inventando o jornal, a revista, a televisão, hoje inventamos como consumir conteúdos interativos em smartphones, de como a ‘televisão virou o Netflix’. 

Tudo está sendo reinventado.

Estamos inventando aplicativos que nos aproximam de médicos, relógios que medem nossa pressão, batimentos cardíacos e outras mil funções ao estilo canivete suíço. 

Tudo precisa ser olhado como se fosse a primeira vez. Ideia que vem da filosofia e que traz novidade ao mundo, a vida.

Isso quer dizer que “há uma grande empresa embaixo do seu colchão”. E o que você vai fazer com ela? 

Eu já tive ideias há uns 5 anos atrás de um app que contabilizaria a conta do supermercado e que divulgasse no smartphone quanto você gastaria fizesse a mesma compra no concorrente.

Deixei de criar. 

Deixei ‘embaixo do colchão’ e alguém fez

Hoje tem uma porrada que faz isso - e são ótimos e estão ajudando a vida de várias pessoas em volta do globo! 

E essa é a real função dos apps: facilitar a vida das pessoas.

Me parece que chegamos a fase da economia nacional que está mais fácil conseguir clientes do que conseguir emprego

Então, por que não? 

Por que não empreender ao invés de ficar submetido a chefes estranhos e má liderança?

Pergunte-se: Quantos negócios começaram apenas com um computador e internet? 

Tá aí o Facebook que bateu recorde de usuários nos últimos dias - em apenas três meses os caras faturaram US$ 7 bilhões, segundo o G1.

O que está distanciando você do seu sonho?

Melhor correr. O tempo passa rápido e cobra um alto preço.

Aproveito para sugerir a leitura: 20 filmes inspiradores que todo empreendedor deve assistir

[Livro] Manual do Futuro Redator: Leitura obrigatória para quem vai se aventurar na área


Quem faz parte do mundo da comunicação sabe que existem várias áreas dentro dele (como já dizemos nesse artigo).

Algumas são bem conhecidas, outras nem tanto. Aos poucos, vamos identificando a que mais temos afinidade para seguir em frente.

Se em algum momento você se deparou com a área de redação e procurou saber mais, certamente fez uma busca por livros deste segmento  (Inclusive, a MKT NEWS está com vagas abertas para colunistas voluntários. Veja aqui e faça como eu 😉).

Foi assim que encontrei o Manual do Futuro Redator de Sérgio Calderaro, Novatec Editora Ltda, 2015. Apesar de ser recente, o livro apresenta bons recursos para quem quer começar na área. 

Adianto que você não irá encontrar um manual cheio de regras e menos ainda uma fórmula pronta para ser redator. 

Sérgio Calderaro lembra a todo instante em seu livro que ser um bom redator depende de prática e que cada texto escrito será um degrau a mais no nosso aprendizado. 

Ele conta seus "causos" profissionais falando de forma direta, cara a cara e com bom humor sobre a realidade do dia a dia desta profissão. 

Traz um exercício de criação que vai fazer você parar para pensar e outros toques de amigo que irão colocar seu texto à prova, preparando-o para ser apresentado ao gestor. 


Deixarei aqui dois spoilers sobre o livro, mas não darei muitos detalhes:

- Não seja preguiçoso: 
Se você não quiser ler este livro que indico tudo bem. Mas se você disser que não gosta de ler, aí sim temos um problema. (E precisamos resolvê-lo urgentemente). Como o próprio autor do livro diz "Escrever bem requer paciência, disciplina e muita prática" por isso, não precisa temer mexer no seu texto, quanto mais mexer e modelar, melhor será o resultado final.  

- Referências: 
Esta palavra também pode ser substituída por: Experiência, essa adquirimos quando viajamos, conversamos com um amigo que não vemos há muito tempo, assistimos filmes, séries e novelas, lemos um jornal ou uma revista de decoração. O bom redator se alimenta de todos os conteúdos, é preciso manter a imaginação sempre ativa, como um grande backup de computador, cheia de situações que possam causar identificação com o público da sua próxima criação


Sabe, não dá para criar coisas novas quando você se prende na rotina de meia xícara de café e a medida calculada de leite. 

- Invente novas receitas para o café da manhã. 

- Ouse nos textos que você apresenta para seu gestor. 

- Leia desde o gibi da Turma da Mônica até os clássicos da literatura; passe por livros técnicos e contos. 

O importante é absorver o máximo possível de ritmo, pontuação, roteiro e ainda aumentar o seu repertório

Afinal de contas, essa é a bagagem de um profissional criativo.


09/11/16

Top 5 posts mais lidos em Outubro que talvez você tenha perdido




Se você acompanha nosso blog assina nossa newsletter, provavelmente não perdeu nada. :)

Agora, se porventura não conseguiu acompanhar, fique tranquilo! Para você não perder nada, reunimos os 5 posts mais lidos e mais populares no mês de Outubro/2016, segundo nossos leitores.


É só clicar no link de cada um citado abaixo para ler o post original:


- As 100 marcas mais valiosas do mundo em 2016


Recentemente a Interbrand divulgou os resultados da 17° edição do estudo Best Global Brands, que avalia quais são as marcas mais valiosas do mundo.

Confira a lista, clicando aqui!


- [Facebook] Adicione cardápio na fanpage de seu restaurante ou bar


Poucas pessoas sabem, mas você pode adicionar cardápios nas páginas de bares e restaurantes no Facebook.

Entenda o passo a passo, clicando aqui!


- 10 fatos sobre o consumidor contemporâneo para sua empresa não ficar para trás


Salesforce divulgou recentemente a lista com 10 características do consumidor contemporâneo.

Confira, clicando aqui!


- Como ser sempre criativo e nunca demitido?


Toda hora rola a dança das cadeiras e mais um infeliz perde seu emprego.

Você fecha o olho e outro dia já tem outra pessoa com uma camisa xadrez e um óculos preto sentado na sua mesa. Mas por que será?

Saiba, clicando aqui!


- Marketing de Conteúdo: O segredo do sucesso!


Com as mudanças no cotidiano das pessoas, o modo como às empresas trabalham também precisou passar por adaptações. Hoje as empresas podem ser "encontradas" por seus clientes ou futuros clientes, ao invés de só encontrá-los.

Nesse post abordamos uma maneira mais barata de ser encontrado e que agrega muito valor à qualquer empresa.

Confira, clicando aqui!



Gostou?
Para não perder mais nenhum post, assine nossa newsletter já! ;) 




Postagens mais antigas → Página inicial